Injeção anticoncepcional trimestral vale a pena usar?



injeção-anticoncepcional-trimestral

Injeção anticoncepcional trimestral prós e contras


A injeção anticoncepcional trimestral é um método contraceptivo onde possui em sua fórmula a combinação de progesterona ou a associação de estrogênios, com doses de longa duração, podendo chegar a um prazo trimestral, devendo ser aplicada na região das nádegas.  As injeções anticoncepcionais mensais possuem as vantagens e desvantagens das pílulas anticoncepcionais.



Desvantagens de usar a injeção anticoncepcional trimestral


 As injeções anticoncepcionais trimestrais possuem a vantagem de serem aplicadas a cada três meses, porém existe a desvantagem de provocar a falta, ausência de menstruação logo no início do tratamento.

Após a última injeção anticoncepcional trimestral, o retorno da fertilidade, ou seja, voltar a ter a capacidade de engravidar, é ocasionada vagarosamente e demora em torno de nove meses.

O mecanismo é o mesmo tanto para anticoncepcional injetável como para as pílulas, pois suspende a ovulação, espessa o muco cervical e reduz a espessura endometrial. O fluxo menstrual, em alguns casos, pode diminuir devido a maior quantidade de hormônios no método contraceptivo.


Reações adversas da injeção anticoncepcional trimestral

A injeção anticoncepcional trimestral, é indicada para  mulheres que não podem ou não desejam o uso do estrogênio, pois, sua base é só e somente só, de progestágeno, mas  pode causar efeitos colaterais como dor de cabeça, acne, redução da densidade mineral óssea, alterações do humor, vertigens e aumento de peso.

Benefícios da injeção anticoncepcional trimestral

Por  outro lado possui benéficos, tais como: alívio na menstruação, redução dos sintomas associados à endometriose, melhora da anemia, redução do câncer de endométrio e possivelmente a diminuição nas crises de anemia falciforme.

O uso de injeção anticoncepcional mensal ou trimestral é comparada sua eficácia à ligadura de trompas, e seu uso também deve ser recomendado pelo médico ginecologista e a aplicação deverá ser realizada em farmácia sempre com receita.

Estudos e os próprios ginecologistas valorizam os efeitos terapêuticos da injeção, principalmente na sua eficácia para aliviar a TPM, também em destaque a facilidade de sua prescrição, eficiência e segurança junto com o menor nível de efeitos colaterais.

A injeção anticoncepcional trimestral, é um método prático, de boa relação com custo e benefício, e observa-se que as jovens, em especial, solicitam cada vez mais.
Ocorre uma certa polêmica entre os médicos  com relação a injeção mensal e a trimestral, alguns afirmam que só a injeção trimestral apresenta desvantagens, porém os demais médicos consideram existir apenas uma diferença que é a intensidade ou ocorrência dos efeitos colaterais entre a injeção mensal e a trimestral.

A maioria das mulheres optam pela injeção hormonal pela sua praticidade e a privacidade, segundo elas é um meio contraceptivo discreto e bem moderno, tendo a desvantagem da injeção, para as jovens, é a contra indicação desse método pelo ginecologista, por ter a dosagem hormonal alta, principalmente a injeção anticoncepcional trimestral, assim as jovens teriam mais dificuldade para engravidar após interromper o tratamento, como também a dor na hora da aplicação da injeção trimestral é apontada como outro inconveniente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google+